Matungo

Montevidéu, Uruguai

  • Black Facebook Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Instagram Icon
BIOGRAFIA

Nasceu em Porto Alegre, circulou pelo interior, flertou com Buenos Aires, deu um pulo na Bolívia, mas fincou bandeira no Uruguai.

 

Assim é Matungo, um projeto sem pátria, mas indiscutivelmente latinoamericano. Seu primeiro disco "Vamo Matungá!", de 2017, é um grande passeio sonoro pelo continente. Da cumbia à milonga, de samba/reggae ao huaino peruano, são 9 faixas gravadas em Buenos Aires sob a produção de Marcos Rodriguez e Marcelo Zalazar. "Cumbia a lo mestizo", a música que abre o disco com um riff de metais potente, abrindo caminho para um discurso de integração dos povos, levou Matungo a Santa Cruz de la Sierra, onde gravou um videoclipe premiado no festival de cinema internacional Fenavid.

Mas Matungo não para. Radicado no Uruguai, com nova formação (Vandré La Cruz, Nico Galván, Juanma Eguiluz e Bicho), se prepara para o lançamento do seu novo disco. 

 

Com a produção de Bicho e Juanma, o grupo promete um álbum mais elétrico, pulsante, com arranjos e um discurso mais maduro. A mestiçagem musical, marca do projeto, segue muito presente, bebendo agora de outras fontes, experimentadas sob outras óticas.

 

Sendo assim, logo teremos mais um elemento para reforçar a sina matunguera pé na estrada, rompe fronteira e rompe idioma, bailable e reflexiva. Desde el sur de América para el mundo.

LANÇAMENTOS
VÍDEOS
NOTÍCIAS